quarta-feira, 29 de junho de 2011

Cogumelos Comestíveis


Os cogumelos comestíveis são os corpos frutíferos de várias espécies de fungos. Pertencem aos macrofungos, pois as suas estruturas frutíferas são suficientemente grandes para serem vistas a olho nu. Podem surgir tanto sob o solo (hipógeos) ou acima dele (epígeos) onde podem ser apanhados com a mão.  A comestibilidade pode ser definida por critérios que incluem a ausência de efeitos tóxicos nos seres humanos e aroma e sabor desejáveis. Segundo alguns relatos, apenas 10% de todos os cogumelos serão comestíveis. Os cogumelos comestíveis são consumidos pelos seres humanos pelo seu valor nutricional e ocasionalmente pelo seu valor medicinal.  Os cogumelos consumidos por razões de saúde são conhecidos como cogumelos medicinais. Por outro lado, os cogumelos alucinogénicos (como Psilocybe) são ocasionalmente consumidos com fins recreativos ou religiosos, podendo causar náusea e desorientação severas, pelo que não são geralmente considerados como cogumelos comestíveis. Os cogumelos comestíveis incluem muitas espécies de fungos que são silvestres ou cultivadas. Os cogumelos facilmente cultiváveis e os comuns cogumelos silvestres estão muitas vezes disponíveis em mercados, e os mais difíceis de obter (como as apreciadas trufas e o "matsutake") podem ser colhidos em menor escala por recolectores privados. Algumas preparações podem tornar certos cogumelos venenosos adequados para consumo. Antes de assumir que qualquer cogumelo silvestre é comestível, deve proceder-se à sua identificação. A correcta identificação de uma espécie é o único modo seguro de garantir a comestibilidade. Alguns cogumelos que são comestíveis para a maioria das pessoas podem causa rações alérgicas em alguns indivíduos, e espécimes velhos ou incorrectamente armazenados podem causar intoxicação alimentar. Entre os cogumelos mortais frequentemente confundidos com cogumelos comestíveis e repsonsáveis por muitos envenenamentos fatais encontram-se várias espécies do género Amanita, em particular, Amanita phalloides.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Jenipapo


Jenipapo  é o fruto do jenipapeiro (Genipa americana), uma árvore que chega a 20 metros de altura e é da família Rubiaceae, mesma do café. É encontrada em toda a América tropical. No Brasil, encontramos pé de jenipapo nativo na região Amazônica e de mata atlântica, principalmente em matas mais úmidas, ou próximo a rios - a planta inclusive aguenta encharcamento. Em guarani, jenipapo significa fruta que serve para pintar.Isso porque do sumo do fruto verde, se extrai uma tinta com a qual se pode pintar a pele, paredes, cerâmica, O jenipapo é usado por muitas etnias da América do Sul como pintura corporal e some depois de aproximadamente duas semanas. O fruto é uma baga subglobosa geralmente de cor amarelo-pardacenta. Sua polpa tem cheiro forte e é comestível, mas é mais apreciada na forma de compotas, doces, xaropes, bebida refrigerante, bebida vinosa e licor. O licor de jenipapo é uma bebida apreciada em Bahia, Pernambuco e em cidades de Goiás, inclusive muito comercializado em comércios de cidades turísticas como Caldas Novas. Algumas partes do jenipapeiro (como a raiz, as folhas e o fruto) tem diferentes propriedades medicinais. A casca do caule e do fruto verde é usado também para curtir couro, por serem ricas em tanino.

sábado, 25 de junho de 2011

Combinação perfeita: Short e meia calça!

O look meia calça com shorts é perfeito para o inverno, e pode ser de todo tipo: meia calça rendada, meia calça colorida, meia calça de oncinha... Preparando para o inverno, o que mais  estamos vendo nas vitrines e passarelasé  essa tendência. Se você tem dúvidas de como combinar e usar esse look, veja só as dicas:Caso esteja fora do peso: Cuidado com este visual. Na dúvida, invista sempre em meias com a mesma cor do shorts. Para afinar as pernas: Sempre use a meia calça bem escura com o short bem escuro também. Se você quer parecer com pernas mais grossas, use short escuro com meia calça mais clara. Meias calças de renda: Ficam super sexy e femininas. Só tenha cuidado com o comprimento do short, para o look não ficar vulgar. Para um visual mais arrumado: Invista sempre em shorts de alfaiataria, ou de tecidos com estampas clássicas, como o xadrez de listras finas. Fica chique e pode ser usado até em situações mais formais. Meias calças com desenhos, grafismos e estampas de bichos: Devem ser usadas apenas se você estiver dentro do peso e com peças de roupas mais discretas. Senão, o look fica muito carregado. Nos pés:  Invista em botas de montaria sem salto. Elas ficam lindas e modernas com meia calça e shorts. Se você quiser ousar mais, invista em ankle boots pesadas e combine-as com a meia. Fica lindo e bem poderoso! Para completar o visual, invista em jaquetas curtas, como o modelo perfecto, por exemplo, para dar destaque às pernas. Caso você ainda não saiba onde comprar, a Marisa está com preços e modelos ótimos. Bastante geométricos e outros mais básicos.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Como organizar a maquiagem


Uma nova cor de sombra daqui, mais uma comprinha e aquele batom incrível, alguns tantos lançamentos dali e quando você percebe, seu estojo de maquiagem está cheio e todo desorganizado. Para poupar o seu tempo na hora de procurar os itens que mais deseja usar para fazer o make, nada melhor que uma boa organização. Uma ótima dica de como organizar a maquiagem é colocar as sombras e batons em gavetas, maletas ou caixas e os pincéis, lápis, rímel, cremes e outros itens em um organizador. A primeira dica de como organizar a maquiagem é retirar tudo de dentro do seu estojo ou nécessaire de maquiagem e separar por categorias. Itens para os olhos de um lado, para os lábios e pele de outro. Em seguida, confira o prazo de validade de cada produto e descarte aqueles que estão vencidos ou não têm mais utilidade. Evite deixar sua maquiagem em cima da pia do banheiro, pois elas podem estragar por causa da umidade do ambiente. Lave todos os pincéis com xampu neutro e seque bem, em seguida, limpe os outros itens um a um. Não se esqueça de fechar bem as embalagens. Separe sempre uma gaveta ou um espaço no armário do banheiro para guardar a maquiagem ou em outro espaço, sempre dando preferência para locais mais seguros onde os produtos não corram o risco de cair.


quinta-feira, 23 de junho de 2011

Corpus Christi


Corpus Christi (expressão  latina que significa Corpo de Cristo) é uma festa que celebra a presença real e substancial de Cristo na Eucaristia. É uma festa de 'preceito', isto é, para os católicos é de comparecimento obrigatório participar da Missa neste dia, na forma estabelecida pela Conferência Episcopal do país respectivo. Em muitas cidades portuguesas e brasileiras é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa. Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas cidades históricas, que se revestem de práticas antigas e tradicionais e que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais. A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico(cân. 944) que determina ao Bispo diocesano que a providencie, onde for possível, "para testemunhar publicamente a veneração para com a santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo." É recomendado que nestas datas, a não ser por causa grave e urgente, não se ausente da diocese o Bispo. Em todas as 20 dioceses de Portugal fazem-se solenes procissões a partir da igreja catedral, tal como em muitas outras localidades, que são muito participadas. Estas procissões atingem o seu esplendor máximo em Braga, Porto e Lisboa. É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Já é inverno... Cuidados com os animais!

Entre os cachorros, é muito comum a traqueobronquite infecciosa canina, mais conhecida como gripe canina ou tosse dos canis. Ela é uma doença respiratória contagiosa que pode ser causada tanto por vírus quanto por bactéria. Ataca cães independente de raça e tem como sintomas corrimento nasal e tosse seca, forte e persistente. Geralmente as crises acontecem após a realização de algum tipo de esforço físico. O animal tosse tanto que isso chega a desencadear vômito. Se a doença não for tratada, pode evoluir para uma pneumonia. Quando os pulmões são afetados, o animal corre risco de morte e pode necessitar de antibióticos, expectorantes e inalação.  Em caso de gripe, os proprietários nunca devem fornecer seus próprios remédios ao animal. Muitas vezes, medicamentos destinados a seres humanos até podem ser recomendados, mas as doses são completamente diferentes e precisam ser adaptadas. Nos gatos, é comum a rinotraqueíte viral felina, que também se assemelha à gripe. Os sinais são espirros, coriza e comprometimento respiratório, sendo que a forma como o animal respira lembra muito uma criança com crise de asma. O tratamento é feito com base nos sintomas e há tendência de evolução para pneumonia. Prevenção: A melhor forma de evitar que os animais fiquem doentes é a vacinação. A vacina contra a gripe canina pode ser encontrada em forma injetável ou intranasal. Nos primeiros meses de vida, os cães devem receber duas doses da injetável ou uma da intranasal. Posteriormente, uma dose de reforço deve ser aplicada anualmente. Porém, alguns cuidados básicos tomados no dia-a-dia também podem contribuir com o bem-estar animal. Nos dias frios, os pets devem ser mantidos em locais protegidos de vento e chuva. Os animais de pêlo curto podem usar roupinhas durante o dia e ser aquecidos com cobertores durante a noite. O banho deve ser dado com água aquecida, de preferência em estabelecimentos especializados e, no máximo, uma vez por semana - tanto para gatos quanto para cães. Esse procedimento evita que a proteção natural que o animal tem na pele seja retirada. No momento da secagem, deve-se cuidar para que o animal não permaneça úmido, o que contribui para o aparecimento de micoses. A tosa pode ser feita com tesoura, evitando que os pêlos sejam totalmente cortados.

domingo, 19 de junho de 2011

Cuidados no Inverno

Nesta terça (21) começa a estação mais fria do ano: O inverno! E com ele muitos cuidados precisam ser tomados para que você aproveite as maravilhas desse friozinho. Certos cuidados são necessários quando o inverno chega, e entre eles, evitar permanecer em lugares úmidos, fechados, lidar com papéis, livros e outros objetos que ficaram guardados por muito tempo, devido ao acúmulo de poeira, manter arejado os ambientes, livre de poeira e outras formas de sujeira, e antes de usar as roupas de inverno, colocá-las no sol e evitar animais dentro de ambientes fechados, cuidados esses para que se possa manter a integridade física durante a estação mais seca do ano. Para se manter saudável e evitar problemas durante o inverno, use creme hidratante para a pele e evitar confinamentos, proteção corpórea contra baixas temperaturas e manter a pele integra, e se possível utilizar umidificador nos ambientes 
Outro problema decorrente do clima frio e seco do inverno, principalmente nas cidades mais industrializadas, é o acúmulo de poluentes no ar. A poluição é um fator agravante para os alérgicos, o excesso de partículas suspensas no ar pode causar sérios problemas para aqueles que já são pré-dispostos, e que tenham algum tipo de alergia. É necessário evitar locais fechados onde haja pessoas com doenças infecto-contagiosas pela facilidade de transmissão de doenças respiratórias. A alimentação também merece cuidados. Durante o inverno, em função do frio e do inevitável aumento do gasto energético, em decorrência da manutenção da temperatura corpórea, é imprescindível que a ingestão de alimentos seja moderada e que se tome muito cuidado com alimentos muito calóricos e no aumento da deglutição. O consumo de líquidos deve ocorrem na mesma freqüência que ocorre no verão, pois o corpo deve sempre estar hidratado.

sábado, 18 de junho de 2011

Diferença entre gripe e alergia


As vezes surgem dúvidas quanto ao problema de saúde ligado ao aparelho respiratório, os sintomas frequentementes são bem parecidos, e acabam confundindo a pessoa. Mas, saiba  que possível diferenciar doenças como gripe, resfriado e alergia. Abaixo seguem as orientações de especialistas:
resfriado é causado por vírus, mas não existe um específico, como no caso da gripe. São vários tipos vírus que podem causar resfriados. A criança ou o adulto podem pegar várias vezes ao ano. Apesar de ser bastante incômodo, o resfriado não é grave e não costuma ter complicações sérias. Os principais sintomas são os mesmos sintomas respiratórios que aparecem com a gripe, mas de uma maneira mais leve. A gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza. Quando uma criança apresenta o nariz escorrendo, já se acredita que é gripe. Mas pode não ser. Segundo os pediatras,  a palavra gripe é usada incorretamente por várias pessoas. Salvo alguns casos, a gripe é inconfundível. Isto porque, é uma infecção forte para o organismo e, em alguns casos, pode evoluir para complicações sérias. Um dos sintomas principais para detectar a gripe na criança é a presença de febre. Outro fato é que a gripe contece em determinados períodos do ano, como no outono e inverno e raramente se contraí o vírus duas vezes no mesmo ano. Os sintomas principais são: Dor no corpo, nos músculos, mal-estar, dor de cabeça, febre e os sintomas respiratórios (coriza, dor de garganta, tosse, entre outros). Em bebês ou crianças pequenas, pode surgir diarréia e vômito. O tratamento é indicado pelo médico, que geralmente passa remédios que aliviam os sintomas, como antitérmicos, xarope, sorinho para o nariz entupido, entre outros. Se a gripe for detectada logo nas primeiras 48 horas, crianças com mais de 1 ano podem usar antivirais específicos, que atacam o vírus da gripe. Apenas o pediatra pode prescrever. O tratamento deve ser em casos leves,  esperar os sintomas passarem. Se a criança estiver muito incomodada, pode  ser usado alguns medicamentos para aliviar os sintomas, prescrito pelo médico. No caso de alergia é necessário descobrir se a criança possui o problema respiratório ou seja, deve-se prestar atenção na duração dos sintomas. A gripe e o resfriado, por exemplo, duram em média 7 dias. Já a alergia é crônica, perene, todo dia está ali, incomodando. Não há febre e nem os outros sintomas, como dor no corpo, de cabeça.Os sintomas são espirro, coriza e sinusite, de maneira contínua e incômoda. Para cuidar do problema, é necessário saber o que desencadea a alergia e evitar esse agente alergênico, que podem ser o pó, poeira, pelo de algum animal e muitos outros. O tratamento é feito com medicamentos antialérgicos. Assim, você já pode observar melhor os sintomas e diferenciar para cuidar melhor!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Para encarar os exercícios físicos

Quando você faz exercícios, seu corpo precisa começar a produzir energia mais rápido do que durante o repouso. Os músculos começam a se contrair vigorosamente, o coração bate mais rápido para bombear o sangue para todo o corpo e os pulmões trabalham duro. Todos esses processos necessitam de combustível. De onde ele vem e como você pode ter certeza de que tem o suficiente para terminar o seu treino em bom estado.

De onde vem a energia ou o "combustível"?
Existem quatro componentes nos alimentos e bebidas que são capazes de fornecer energia: carboidratos, proteínas e gorduras. Os carboidratos são usados principalmente a curto prazo durante os exercícios, enquanto as gorduras são usadas como estoque de mais longo prazo. As proteínas são usadas como fonte de energia somente em casos de emergência.

Como seus músculos decidem se vão usar carboidratos ou gorduras durante o exercício aeróbico?
Vai depender de uma série de fatores, como intensidade, duração, preparo físico e dieta pré-exercício. Quanto maior a intensidade, maior o uso de glicogênio (estoque de carboidrato no fígado e músculos) em relação à gordura e vice-versa. A duração é importante porque em geral o glicogênio é suficiente para apenas 90 a 180 minutos de exercício moderado. Se a atividade for anaeróbica (musculação, por exemplo) dura somente de 30 a 40 minutos. Quanto melhor for seu preparo físico, mais eficiente se torna o organismo para queimar gorduras.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Abelha colorida é descoberta na Amazônia.

Pesquisadores da Universidade Nacional da Colômbia encontraram um novo exemplar de abelha da família Euglossa que chama a atenção por sua diversidade de cores, mas, principalmente, pelo tamanho de sua língua, que chega a ser duas vezes maior que próprio corpo do inseto. Denominada Euglossa natesi, o espécime foi encontrado na região da floresta Amazônica, próxima à fronteira com o Equador. O exemplar complementa a lista de abelhas de orquídeas, chamadas assim por sua ação polinizadora e relação especial com as flores. De acordo com Rodulfo Ospina, professor do Departamento de Biologia da universidade colombiana e um dos responsáveis por descrever o novo inseto, a particularidade desta abelha é que por sua língua ser maior, há possibilidade de plantas diferentes serem polinizadas. Todas as abelhas do gênero Euglossa chamam a atenção por suas cores chamativas (azul, verde, bronze e dourado). O exemplar em questão foi coletado em 2005, na Reserva Natural Privada Rio Nambi, na fronteira com o Equador. Cientistas estimam a existência de 20 mil espécies de abelhas em todo o mundo. Informações do G1.

terça-feira, 14 de junho de 2011

As futuras mamães...Cuidado com o umbigo do Bebê

O cordão umbilical era o elo entre a mamãe e o bebê quando o pequenino ainda morava na barriga dela. Pelo cordão, a mãe alimentava seu filho com nutrientes e oxigênio. Ao nascimento, o cordão é cortado a uns dois centímetros da barriga do bebê, deixando esse bebê um pouquinho mais independente da mamãe.
Esse corte na ligação entre a mamãe e o bebê pode ser um dos motivos para que exista um grande medo na hora de cuidar do coto umbilical. Outro motivo é o medo da mamãe machucar o bebê. Quanto a isso as mamães podem ficar tranqüilas, o coto umbilical, que nada mais é que o pedaço do cordão que ainda ficou no nenê, não tem terminações nervosas e por isso não dói quando a mamãe mexer.
Os cuidados com o coto umbilical são de essencial higiene quando o bebê nasce, quando o umbigo cai e alguns dias depois de cair também. A região deve permanecer seca para agilizar a cicatrização e limpa para evitar infecção.
Geralmente, o coto umbilical leva de 7 a 15 dias para se desprender da barriga do bebê, sendo que a higiene adequada agiliza o processo. Alguns recém-nascidos apresentam um umbigo grosso e gelatinoso o que poderá retardar sua queda em até 25 dias.
O coto umbilical deve ser higienizado pelo menos 3 vezes ao dia, utilizando álcool 70%, sempre depois do banho e nas trocas de fralda. Um pequeno sangramento às vezes é normal. Se houver secreção em excesso ou sangramento, faça o curativo sempre que trocar a fralda.
A mamãe deve lavar as mãos cuidadosamente antes de fazer a higiene do coto umbilical e se possível fazer a limpeza do coto antes de trocar a fralda que pode estar contaminada pelas fezes e transportar germes para o coto.
Vale ressaltar novamente: mercúrio ou merthiolate estão proibidos na higiene do coto, pois intoxicam e disfarçam uma possível infecção devido à cor avermelhada do mercúrio.
Existem fraldas descartáveis com um orifício na altura do umbigo do bebê para não comprimi-lo e deixá-lo arejado.

domingo, 12 de junho de 2011

Em homenagem ao Amor....

Em homenagem aos corações apaixonados, neste dia em que celebramos o amor entre os casais, todo o carinho do Clik rosa, com a canção "Eu sei que vou te amar"...

sábado, 11 de junho de 2011

Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais sendo comum a troca de cartões e presentes com simbolismo de mesmo intuito, tais como as tradicionais caixas de bombons. No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de junho. Em Portugal também acontecia o mesmo até há poucos anos, mas atualmente é mais comum a data ser celebrada em 14 de Fevereiro.
A associação com o amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado. O bispo Valentim lutou contra as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes. Além de continuar celebrando casamentos, ele se casou secretamente, apesar da proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens lhe enviavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. 
Antes da execução, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Antonio”. Considerado mártir pela Igreja Católica, a data de sua morte - 14 de fevereiro - também marca a véspera de Iupercaias, festas anuais celebradas na Roma antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pan (deus da natureza). Um dos rituais desse festival era a passeata da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade. Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de Santo Antonio como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o The Antonio's Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados (as) da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta do(a) amado(a).Atualmente, o dia é principalmente associado a troca mútua de recados de amor em forma de objetos simbólicos. Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas. Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação produzidos em massa. Estima-se que, mundo afora, aproximadamente um bilhão de cartões com mensagens românticas são mandados a cada ano, tornando esse dia um dos mais lucrativos do ano. Também se estima que as mulheres comprem aproximadamente 85% de todos os presentes no Brasil. O dia de Santo Antonio era até há algumas décadas uma festa comemorada principalmente em países anglo-saxões, mas ao longo do século XX o hábito estendeu-se a muitos outros países. No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de junho por ser véspera do 13 de junho, Dia de Santo Antônio, santo português com tradição de casamenteiro.


quinta-feira, 9 de junho de 2011

A leitura nos primeiros dias de vida do bebê

Criar hábitos de leitura na criança é muito importante para o desenvolvimento do vocabulário, da fala e linguagem e do aprendizado. A dúvida pode aparecer na questão de quanto tempo meu filho deverá ter para começar a ler para ele. Saiba que a leitura já pode entrar no mundo do pequeno quando ele ainda é bebê. Um estudo no Canadá destaca que pais que lêem para bebês que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) beneficiam a seu filho e ao vínculo entre eles. Isso também é válido para os pais que não tem problemas com seu filho e o levam para casa logo após o nascimento. O relatório indica que os pais que vão para a casa e deixam seu bebê internado na UTI passam por uma situação estressante, dificultando o vínculo pais-filho. O que se encontrou foi que ler para o bebê mesmo que este esteja na incubadora facilita e aumenta o vínculo de pais e filhos. Os números são ótimos: quase 70% dos pais se sentiram mais próximos de seus filhos, aumentando a sensação de intimidade e controle sobre a situação. Esses sentimentos ajudam os pais quando forem para casa levando os pequenos. Já os bebês ficaram mais tranquilos ouvindo as vozes dos pais, ajudando no desenvolvimento cerebral e, conseqüentemente, possibilitando a alta em menor tempo. Ler um livro para a criança é diferente da linguagem do dia a dia, pois usamos tons e ritmos diferentes. A linguagem usada nos livros geralmente é mais rica, favorecendo vocabulário e leitura e escrita das crianças. Uma simples imagem colorida ou um conto qualquer podem explorar um imenso universo ainda inabitado na cabeça da criança. Busque livros de acordo com a faixa etária dela. Evite queimar etapas, oferecendo livros para crianças de 7 anos a uma criança de 3 anos. Um bom livro não necessariamente precisa ter textos. Procure um tema que seu filho adore e deixe o pequeno viajar enquanto folheia o livro.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O que fazer quando não tem nada pra fazer??


Sabe aquele dia livre? Ou aquele dia de chuva? Ou então, qualquer dia que você não tenha nada pra fazer? Aquele tédio bate... daí você liga a tv e NÃO tem nada de bom pra ver, daí você levanta do sofá e vai procurar um livro ou uma revista pra ler, mais você já leu todas. Liga o pc e não tem nenhum site bom, daí você lembra do orkut (aquele teu amigo fiel para dias de tédios) e ele simplesmente começa a dar aqueles erros chatos, e não abre de jeito nenhum. Resultado: Você desliga o pc e continua sem NADA pra fazer. Porque não tentar algo novo? Já tentou ligar o pc sem entrar na internet? Parece impossível, mais não é. Para aquelas pessoas cheias de criatividades e que adoram criar histórias, personagens e etc, basta ligar o pc e abrir teu bloco de notas. Que tal começar a fazer uma história? Parece tedioso... mais acredite, é melhor do que ficar deitado no sofá olhando para o teto. Muitos autores de livros famosos e best sellers, começaram assim... quem sabe você não publica até um livro? =)

Você precisa de:

  • Um computador, ou um caderno.
  • Criatividade
  • Se você não tem muita idéia de como escrever falas ou como começar uma história, pegue um livro que você goste e tire dali suas ideias!

    Passos:

Primeiro passo: Ponha suas ideias, dê assas a imaginação.
Segundo passo: Sabe aquela história que você gostaria de ler em um livro? Aquele romance que você sempre quis ler? Que tal você fazer sua PRÓPRIA história?
Terceiro passo: Parece muito chato, ficar escrevendo uma história no pc, mais não é.. já passei horas fazendo isso.
Quarto passo: Ajuda a você na gramática =)
Quinto passo: A hora passa rápido, quando você se joga na história.
Sexto passo: Você pode testar sua criatividade.

Importante: Salve seu trabalho! Nunca se sabe quando vai dar aquela queda de luz. Ninguém gosta de passar horas escrevendo no pc, e depois perder tudo! =)

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Cabelo X Amamentação


Os mesmos motivos que levam as futuras mamães sentirem náuseas só de sentir o cheiro de alguma comida, que as levam às lágrimas por qualquer motivo ao mesmo tempo em que sente uma grande irritação e que mantém o bebê seguro dentro da barriga é o mesmo que faz com que os cabelos se modifiquem antes e depois da gravidez: os hormônios. Para que fiquem bem claras as mudanças, existem três fases que o fio de cabelo passa desde o seu nascimento até a sua queda. Essas fases são de crescimento, repouso e queda: Fase Anágena (de crescimento) – dura de dois a sete anos. O cabelo cresce de um a dois centímetros por mês e essa fase é mais longa nas mulheres. Cerca de 90% dos cabelos encontram-se neste período. Fase Catágena (de repouso) – pode durar até três semanas. Nesta fase o cabelo pára de crescer e  menos de 1% dos fios estão nesta fase. Fase Telógena (queda) – esse é a fase em que os fios caem do folículo. É normal a queda de 50 a 100 fios por dia. A raiz descansa durante dois a quatro meses até que um novo fio comece a fase de crescimento. São os hormônios, principalmente a progesterona, que fazem com que a maioria das mulheres adore seus cabelos durante a gravidez, pois ficam mais volumosos, parecendo mais sedosos e bonitos. Mas, às vezes, podem ficar secos e quebradiços. Os hormônios da gravidez fazem com que a fase de crescimento, Anágena, dure por mais tempo fazendo com que os cabelos fiquem realmente mais encorpados. Já depois de dois ou três meses depois do parto, os níveis de hormônio novamente se alteram e os cabelos novamente se modificam, principalmente das mamães que amamentam. Nesse período muitos fios se encontrarão na fase de Telógena (queda) e acabam caindo muito mais fios nas mamães do que o normal. E se cair muitos fios? - A sensação de queda para a mamãe será maior ainda, já que durante a gravidez a queda diminuiu muito e no pós-parto cai mais do que caía antes da mulher engravidar. Isso não é motivo de pânico e nem motivo para sair por aí comprando vários produtos que dizem diminuir a quedas dos cabelos. Os fios vão cair mesmo depois do parto e não há nada que se possa fazer. A mamãe gastará dinheiro inutilmente tentando acabar com a queda. A situação da queda do cabelo da mamãe deve se resolver perto do primeiro ano da criança, mas a mamãe não deve ficar nervosa, antes disso o problema já melhorou bastante. A preocupação deve ficar por conta das mulheres que já têm predisposição para a calvície. Essas mulheres devem se informar sobre o que fazer antes, durante e depois da gravidez com o seu médico de confiança.

domingo, 5 de junho de 2011

Dia do Meio Ambiente

No dia 05 de junho comemora-se o dia do meio ambiente. A criação da data foi em 1972, em virtude de um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), a fim de tratar assuntos ambientais, que englobam o planeta, mais conhecido como conferência das Nações Unidas. A conferência reuniu 113 países, além de 250 organizações não governamentais, onde a pauta principal abordava a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos para sua sobrevivência, onde a diversidade biológica deveria ser preservada acima de qualquer possibilidade. Nessa reunião, criaram-se vários documentos relacionados às questões ambientais, bem como um plano para traçar as ações da humanidade e dos governantes diante do problema. A importância da data é devido às discussões que se abrem sobre a poluição do ar, do solo e da água; desmatamento; diminuição da biodiversidade e da água potável ao consumo humano, destruição da camada de ozônio, destruição das espécies vegetais e das florestas, extinção de animais, dentre outros. A partir de 1974, o Brasil iniciou um trabalho de preservação ambiental, através da secretaria especial do meio ambiente, para levar à população informações acerca das responsabilidades de cada um diante da natureza. Mas em face da vida moderna, os prejuízos ainda estão maiores. Uma enorme quantidade de lixo é descartada todos os dias, como sacos, copos e garrafas de plástico, latas de alumínio, vidros em geral, papéis e papelões, causando a destruição da natureza e a morte de várias espécies animais. A política de reaproveitamento do lixo ainda é muito fraca, em várias localidades ainda não há coleta seletiva; o que aumenta a poluição, pois vários tipos de lixo tóxicos, como pilhas e baterias são descartados de qualquer forma, levando a absorção dos mesmos pelo solo e a contaminação dos lençóis subterrâneos de água. É importante que a população seja conscientizada dos males causados pela poluição do meio ambiente, assim como de políticas que revertam tal situação. E cada um pode cumprir com o seu papel de cidadão, não jogando lixo nas ruas, usando menos produtos descartáveis e evitando sair de carro todos os dias. Se cada um fizer a sua parte o mundo será transformado e as gerações futuras viverão sem riscos.

sábado, 4 de junho de 2011

Dragão de Komodo

Dragão de Komodo (Varanus komodoensis) é o maior lagarto existente na Terra. Pertencem ao Filo Chordata, classe Reptilia, ordem Squamata e a família Varanidae. Chegam a ter 3,5 metros de comprimento, seu peso atinge até 125 kg, sua cor varia entre marrom e acinzentado, e pode viver até 50 anos. Em cada pata tem cinco garras enormes. Sua aparência lembra os extintos dinossauros, mesmo porque, o dragão de Komodo já vivia na Terra muito antes do aparecimento do homem. Essa espécie de lagarto é uma descoberta “recente” para os cientistas ocidentais, que conheceram o dragão de komodo apenas em 1912. Isso ocorreu pelo isolamento em que vive essa espécie. Os Dragões de Komodo habitam a Ilha de Komodo (origem de seu nome) e algumas pequenas ilhas próximas, na Indonésia.
Apesar de seu tamanho, se locomovem com rapidez. Carnívoros e vorazes caçam com muita habilidade. Podem matar utilizando sua cauda, garras e mandíbulas poderosas. Quando a vítima escapa das garras do dragão, acaba morrendo por infecção, causada por bactérias presente na boca do lagarto. Essas bactérias são tão poderosas, que se um dragão morder a si mesmo, morre por infecção das bactérias presentes na própria boca. Em seu cardápio estão macacos, cobras, porcos, veados, javalis, cervos e dragões pequenos. Esses animais de médio porte podem ser comidos vivos pelo lagarto, que os corta em pedaços com os dentes. Suas partes preferidas, as primeiras que devora são as entranhas e a língua da presa. Animais maiores como javalis, cabras, búfalos, cavalos e mesmo homens geralmente não são devorados assim que atacados. São mordidos e morrem por infecção após alguns dias. Quando a carne entra em estado de putrefação, o cheiro atrai o dragão de cômodo, ainda que a uma distância de até 7 km, que é o alcance do olfato desse fabuloso animal. A carniça está entre as preferências do lagarto, talvez pela maior facilidade de arrancar os pedaços de carne, seja com a boca, seja com as grandes unhas. Na época da reprodução, no fim da estação das chuvas, a fêmea deposita de 24 a 30 ovos em buracos que ela mesma faz na areia. Entre 6 e 8 semanas os ovos eclodem. Os filhotes nascem com 25 cm de comprimento, o que os torna vulneráveis a alguns predadores, inclusive aos próprios dragões adultos. Inúmeros habitantes das Ilhas onde são encontrados esses lagartos já foram mortos por conseqüência de ataques de dragões. A infecção causada pelas bactérias presentes na boca dos dragões, era mortal há alguns anos. Atualmente, se o tratamento medicamentoso for rápido, uma pessoa atacada por um dragão pode ser salva, porém fica com marcas para sempre. Devido ao perigo eminente, as casas dos moradores das Ilhas são comumente construídas sobre estacas. Apesar de estarem no topo da cadeia alimentar, pois não existem predadores para os dragões adultos, esses animais são protegidos por lei. A estimativa é de que existam cerca de cinco mil dragões de komodo espalhados por poucas ilhas da Indonésia. Apesar dos perigos de se aproximar de um animal como esse, os dragões se tornaram uma atração turística das Ilhas.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A fofura do "Bicho- preguiça"


A preguiça, ou bicho-preguiça, é um mamífero da ordem Xenarthra (anteriormente chamada de Edentata ou Desdentada), a mesma dos tatus e tamanduás, pertencente à família Bradypodidae (preguiças com três dedos) ou Megalonychidae (preguiças com dois dedos). Todos os dedos têm garras longas pelas quais a preguiça se pendura aos galhos das árvores, com o dorso para baixo. Seu nome advém do metabolismo muito lento do seu organismo, responsável pelos seus movimentos extremamente lentos. É um animal de pelos longos, que vive na copa das árvores de florestas tropicais desde a América Central até o norte da Argentina. Na Mata Atlântica, o animal se alimenta dos frutos da Cecropia (embaúba, conhecida por isto como árvore-da-preguiça). De hábitos solitátios, a preguiça tem como defesa sua camuflagem e suas garras. Para se alimentar, a Preguiça utiliza-se de "dentes" que se apresentam em forma de uma pequena serra. Herbívoro, tem hábitos alimentares restritos, o que torna difícil sua manutenção em cativeiro. Dorme cerca de 14 horas por dia, também pendurada nas árvores. Na reprodução dá apenas uma cria, e apenas a fêmea cuida do filhote. Reproduz-se, como tudo que faz, na copa das árvores. Raramente desce ao chão, apenas aproximadamente a cada sete dias para fazer as suas necessidades fisiológicas. O seu principal predador é a onça pintada. 
As preguiças modernas se dividem em dois gêneros: Bradypus, as preguiças-de-três-dedos e Choeloepus, as preguiças-de-dois-dedos. O número de dedos varia somente nas patas anteriores. Ambos os gêneros apresentam nas patas traseiras três artelhos. Apesar de terem modos de vida e aparências semelhantes, as preguiças não são parentes próximas. As do gênero Bradypus se aproximam mais dos membros da família Megaterídeos, enquanto as Choloepus pertencem aos Megaloniquídeos.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

As fases da Lua

As fases da lua como são denominados os quatro aspectos básicos que o satélite natural da Terra, a Lua, apresenta conforme o ângulo pelo qual é vista a face iluminada pelo Sol. Diferentemente de outros idiomas, na língua portuguesa, as fases intermediárias, como a lua gibosa e alua balsâmica não possuem a nomenclatura amplamente difundidas. Quando a Lua encontra-se em conjunção com o Sol, a face visível está totalmente às escuras e a face oculta está iluminada. É a Lua nova(Lua nº 1). Uma vez que nesta fase a Lua nasce e se põe com o Sol, ela só é visível quando ocorre um eclipse solar. Aproximadamente 7,5 dias depois a Lua encontra-se num ângulo de 90º em relação ao Sol. Nesta fase a porção iluminada equivale a metade da face visível, portanto um quarto da superfície lunar(Lua nº3). Vem daí o nome Quarto crescente. Nesta fase a Lua nasce aproximadamente ao meio-dia e se põe à meia-noite. Quando a Lua se encontra em oposição ao Sol, em torno de 15 dias após a Lua nova, sua face visível fica totalmente iluminada, é a Lua cheia(Lua nº 5). Nesta fase a Lua nasce quando o Sol se põe e seu ocaso ocorre ao nascer do Sol. É nessa fase também que acontecem os eclipses lunares (o momento em que a Lua cheia está mais próxima da Terra é denominado Superlua). Mais uma semana até que se forme um ângulo de 270º e a Lua estará em Quarto minguante(Lua nº 7). Nesta fase a Lua nasce à meia-noite e se põe ao meio-dia. O ciclo de lunação se completa em pouco mais de 29,5 dias e é, portanto, quase dois dias mais longo que a translação. Isto ocorre em função do movimento de translação da Terra.