segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Comece a semana relaxando...

Olá, que bom que você acessou esta página com muito carinho selecionei algumas imagens que certamente fará você relaxar, mesmo sendo segunda-feira quando o trabalho recomeça rsrs. Não olhe apenas por olhar, mas olhe atentamente por alguns segundos e perceberá que o bom da vida está aqui!
Super beijo,
Clik Rosa



sábado, 26 de fevereiro de 2011

Exposição na Escócia revela fascinante mundo marinho

Inaugurada nesta sexta-feira em Edimburgo, na Escócia, a exposição "Nas profundezas" mostra criaturas que habitam os mares, este universo maravilhoso e ainda pouco explorado. Segue algumas fotos desta exposição que nos mostra as maravilhas até então desconhecida pelos nossos olhos.

Peixe da espécie Opistognathus latitabundus, encontrado no litoral da Indonésia


Peixe Morcego da Ilha do Coco na Costa Rica
Peixe Uranoscopus sulphureus, do litoral indonésio

O peixe-sapo cabeludo, ou Antennarius striatus, também habita as águas da Indonésia

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O mais forte de todos!!


O besouro rinoceronte (Oryctes rhinoceros) vive em florestas tropicais da América do Sul é o mais forte de todos os animais. Mas não fique pensando que ele consegue botar um leão para correr, nem que ele deixa os ursos morrendo de medo. É que a força de um bicho é determinada medindo quantas vezes ele consegue suportar nas costas o próprio peso e o tal besouro rinoceronte ganhou o troféu de ‘O Mais Fortão’.
Há cerca de 300.000 diferentes espécies de besouros na natureza. Este aqui é o besouro rinoceronte. Ele cresce até o tamanho de um prato e é um animal muito forte. – ele consegue levantar 850 vezes o próprio peso! Só para comparar, os elefantes africanos, conhecidos pela sua extrema força, conseguem levantar apenas 25% do seu peso nas costas.

O besouro rinoceronte leva esse nome por causa do chifre, usado pelos machos apenas para disputar fêmeas ou território. Eles se alimentam de matéria orgânica em decomposição e, apesar da aparência assustadora, não mordem, não picam e nem são venenosos. Só não tente prendê-los com as mãos fechadas. Pode ser uma experiência humilhante.
Você sabia que se você fosse tão forte quanto um besouro rinoceronte, você poderia erguer um peso equivalente a três elefantes ou 12 toneladas?
O besouro-rinoceronte é também o inseto mais pesado do mundo: tem entre 70 e 100 gramas.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

O encanto da Cacatua.


As cacatuas são aves psitaciformes, pertencentes à família Psittacidae. São muito semelhantes aos papagaios no seu bico curvo e morfologia zigodáctila dos pés (dois dedos para a frente, dois para trás). Como características distintivas, as cacatuas apresentam uma crista móvel e plumagem de cores simples. Enquanto grupo, as cacatuas têm distribuição geográfica restrita à Oceania e ilhas vizinhas, no Pacífico. Há cerca de 20 espécies de cacatua.
O grupo já foi considerado como uma família separada, Cacatuidae, da ordem Psittaciformes, mas a taxonomia de Sibley-Ahlquist integrou as cacatuas na família dos psitacídeos, que reúne cerca de 330 espécies.
Barulhenta e colorida, a cacatua tem bico encurvado e pés com grande capacidade de movimentação, usados para andar, trepar em árvores e levar comida à boca. É um dos poucos psitacídeos totalmente brancos conhecidos. As cacatuas são psitacídeos grandes, dotados de um penacho que é erguido em exibições de corte. Encontradas apenas no Sudeste Asiático e na Austrália, são especializadas em comer sementes e quebrar nozes. Reúnem-se em grandes bandos. Têm cauda curta. Alimentam-se principalmente no solo.
Asas: As cacatuas são boas voadoras. Suas asas são afiladas ou arredondadas. Quase sempre voam em bandos ruidosos, que podem ter desde pares até centenas de aves.
Bico: Alimentam-se basicamente de vegetais. Usam o bico para quebrar e abrir sementes e nozes ou para morder frutos. A maxila superior, maior que a inferior, tem relativa mobilidade. Termina em um gancho pontudo, que utiliza para se alimentar e escalar. A língua costuma ser grossa e áspera.
Pés: Usam-nos para pegar a comida e levá-la à boca

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Por que sentimos sono depois de comer????

Agora está explicado aquele soninho gostoso depois do almoço!


Após as refeições o organismo sofre algumas alterações que nos dá a sensação de falsa hibernação. Essa sensação ocorre quando o alimento chega ao estômago, pois nesse momento concentra maior quantidade do fluxo sanguíneo corpóreo nessa região com a finalidade de facilitar o seu processo. 

A concentração do fluxo sanguíneo na região do estômago (que se estende até o intestino) faz com que o cérebro fique menos oxigenado e o sistema nervoso menos irrigado. Também acontece a interrupção do estado de alerta cerebral. Essa interrupção acontece por causa do açúcar presente nos alimentos que faz com que as células nervosas, que nos deixam alertas, parem de liberar os sinais necessários para tal estado. Dessa forma, o açúcar faz com que as células nervosas enviem ao cérebro o estado de saciedade que promove o ciclo descrito acima e conseqüentemente o sono. 

Por causa dos efeitos promovidos pelo açúcar é que se recomenda diminuir a ingestão de alimentos ricos em glicose nas refeições, principalmente no almoço quando ainda se tem algo para fazer, para que os sinais de alerta das células nervosas não sejam interrompidos.

O poder do olhar....

Especialistas afirmam que o olhar é uma das ferramentas mais importantes do ser humano. Mas como reforçar este poder?


É possível adotar alguns hábitos simples e naturais:
* As 8 horas de sono diárias são fundamentais para a manutenção da saúde e beleza da pele. É durante a madrugada que o corpo se revitaliza, eliminando toxinas e restabelecendo o equilíbrio de suas funções. Quem dorme bem, acorda com boa aparência e com um olhar confiante.
* Suavidade é a palavra mágica para cuidar da área dos olhos. Seja na escolha do hidratante, ou na higiene, os movimentos para massagear esta pele tão sensível deverão ser sempre circulares, partindo do nariz, para fora do rosto.
* As famosas compressas frias de chá de camomila, sempre transmitidas de mãe para filha, são excelentes descongestionantes, que reduzem o inchaço das pálpebras e melhoram o olhar.
* Outra dica caseira é a máscara ocular feita com rodelas de pepino, diretamente sobre as pálpebras. Repousar durante 15 minutinhos com o legume cobrindo os olhos garante um melhor fluxo sanguíneo e a iluminação do olhar.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Curiosidades do Corpo Humano

*É verdade que não se consegue digerir o chiclete, mas se engolires um, ela não se cola ao estômago, por isso, não faz mal engoli-lo.

* Ao lamber um selo se consome 1 décimo de caloria.

*O nosso estômago tem de produzir uma nova camada de muco de 2 em 2 semanas. Caso contrário digeria-se a ele próprio.

*É impossível espirrar com os olhos abertos. (NÃO TENTEM ISTO EM CASA).

 *As pessoas inteligentes têm mais cobre e zinco no cabelo.

* O músculo mais potente do corpo é a língua. (AI AI).

 *Os nossos olhos são sempre do mesmo tamanho, desde o nascimento, enquanto que as orelhas e o nariz nunca param de crescer.

*É impossível lamber o cotovelo.

 *O suor não tem odor. São as bactérias da pele que criam o cheiro.

*Apenas uma pessoa em cada 2 bilhões viverá mais de 116 anos.

 *O coração bombeia o sangue com uma pressão suficiente para esguichar o sangue a uma altura de 9 metros.

*Os destros vivem em média 9 anos a mais do que os canhotos.

 *Uma pessoa pisca os olhos aproximadamente 25 mil vezes por dia.

 *Se as doenças do coração, o cancro e os diabetes fossem erradicados, a expectativa de vida do homem seria de 99,2 anos.

* As unhas da mão crescem aproximadamente 4 vezes mais rápido que as do pé.

*Os pés possuem um quarto dos nossos ossos.

*15 vezes ao dia é o número médio de vezes que um adulto normal dá risada. No entanto uma criança ri em média 400 vezes por dia.

*4 kg é o peso do cérebro humano. Este consome 25% do oxigênio que respiramos.

 *Todos temos 300 ossos quando nascemos, mas chegamos a adultos apenas com 206.

*A força necessária para dar três espirros consecutivos, queima exatamente o mesmo numero de calorias que um orgasmo.

*Cada soluço dura menos de 1 segundo e ocorrem com um frequência normal e regular de 5 a 25 vezes por minuto. O livro dos recordes menciona um soluço que durou 57 anos.

*Por cada sílaba que o homem fala, 72 músculos entram em movimento. Para sorrir, são utilizados 14 músculos. Para beijar, 29.

* O intestino delgado mede entre 6 a 9 metros. O intestino grosso tem 1,5 metros, mas é 3 vezes mais largo.

 *Um adulto elimina 3 litros de água por dia, por meio da urina, suor e da respiração.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A beleza das Pérolas

Uma pérola (também designada por margarita) é um material orgânico duro e geralmente esférico produzido por alguns moluscos, as ostras, em reação a corpos estranhos que invadem o seu organismo, como vermes ou grãos de areia. É valorizada como gema e trabalhada em joalheria. As pérolas de melhor qualidade encontram-se no Golfo Pérsico (pérola do oriente). Existe também produção na Índia e Sri Lanka, na Austrália e na América Central. As pérolas cultivadas são produzidas em larga escala no Japão.
As pérolas têm que ser armazenadas separadamente das outras peças, envolvidas em tecido. Limpe-as com um pano úmido e evite produtos químicos da casa, produtos para os cabelos, cosméticos e perfumes pois tiram o brilho das pérolas.

Nota de Agradecimento

As estatísticas não mentem... Chegamos a mais de dois mil acessos em pouco mais de um mês!!! Muito obrigada por colaborar com esses números, fico muito feliz e que você continue clicando e percebendo que o bom da vida existe!! Não esqueça: deixe seu comentário com críticas elogios e sugestões! Grande abraço e muitas alegrias!!




Clik Rosa 

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Sabor de infância para o fim de semana.... Algodão doce!!


O algodão-doce é um doce formado a partir de açúcar cristalizado. É normalmente fabricado pelo processo de trefilação do açúcar em máquinas especiais e comercializado em feiras, praças, circos, cinemas e quiosques de shopping centers. Normalmente possui a cor branca ou rosa, mas pode vir em outras cores, como verde, amarelo ou azul. O doce, com aspecto visual de algodão, é espetado por um palito e envolto por um saco plástico transparente.
Máquinas de algodão-doce são facilmente encontradas para venda, ao menos no Brasil. O algodão-doce possui baixo valor calórico em razão de conter uma baixa quantidade de açúcar, normalmente apenas uma colher-de-chá de açúcar. É incerto a primeira pessoa a inventar o algodão doce. Alguns dizem esse Willian Morrison e John Wharton, fabricantes do doce de Nashville, Tennessee, inventaram-no em 1897.
Inventaram um dispositivo, composto por uma bacia com furos minúsculos que, quando aquecida, o açúcar contido nela sofre o processo de trefilação e ganha aspecto visual de algodão. Receberam uma patente para sua máquina em 1899.
Originalmente o chamaram de "The Floss Fairy". Como a bacia girava ao redor, o açúcar derretido era forçado através dos furos minúsculos na bacia. Assim que entrava em contato com o ar fresco, o açúcar derretido dava forma ao tal doce, macio.
Introduziram sua invenção ao mundo no St. Louis Worlds Fair em 1904 e venderam aproximadamente 68.655 caixas por 25 centavos cada um.
Outros dizem que o algodão doce foi inventado por Thomas Patton em 1900.
Ele recebeu uma patente para usar uma placa girando sobre um fogo a gás, enquanto linhas de algodão-doce tomavam forma, através de uma forquilha. Introduziu-se então o algodão-doce nesse ano (1900) no Ringling Bros Circus. Em torno desse mesmo tempo, um dentista de Louisiana (parece óbvio um dentista procurar a invenção do algodão-doce!) introduziu sua versão de algodão-doce em sua prática dental.
Nunca recebeu uma patente ou uma marca registrada para a a confecção. O doce de algodão é um daqueles alimentos notáveis que são simples fazer, desde que você tenha o equipamento correto.
Para fazê-lo necessita-se de cinco coisas:
Açúcar Cristal Branco ou Colorido (a coloração pode ser misturado com o açúcar)
Calor para derreter o açúcar a um estado líquido
Uma cabeça girando que use a força centrífuga forçar o açúcar à tela.
Uma tela com furos muito pequenos que o açúcar liquifeito é forçado completamente dar forma às linhas
Uma bacia ou uma bandeja para travar as linhas que surgem.
O açúcar é derramado na cabeça do aparelho girando que contem calefatores localizados perto da tela. Porque as rotações principais forçam o açúcar no calefator que derrete o açúcar em um estado líquido. O açúcar líquido passa através dos furos pequenos na tela e assim que tocar no ar circunvizinho, solidificando-se em linhas de açúcarque são coletadas na bandeja. Uma vara de papel é usada recolher as linhas em um cone girando o em torno da cabeça do aparelho.

Já ouviu falar em ai-ai???

Não, não estou falando de dor, mas no Reino Animal ainda existe uma infinidade de bichinhos pouco conhecidos por nós, por isso aqui no Clikros, volta e meia você se depara com um "desconhecido" e hoje a bola da vez é o ai -ai, leia agora um pouco sobre ele:


O ai-ai é um animal de hábitos noturnos. No escuro não se consegue ver os seus dedos longos e finos, com unhas em forma de garra, a sua cauda encorpada e as suas orelhas peladas. Só aparecem os olhos brilhantes, cor-de-laranja. Esse animal estranho ocorre nas florestas da República Malgaxe e também aparece nas lendas daquele país.

De acordo com uma dessas lendas, se um homem dormir na floresta, os ai-ais farão um travesseiro de folhas para ele. Se o homem encontrar o travesseiro embaixo da cabeça quando acordar, é sinal de que irá se tornar muito rico; mas se estiver embaixo de seus pés, será atingido por um feitiço. Os ai-ais, infelizmente, são cada vez mais raros. Há talvez apenas algumas dezenas.
O ai-ai possui incisivos semelhantes aos dos roedores. Durante o dia dorme em um ninho construído no tronco de uma árvore grande aproximadamente 10-15 metros fora o solo. O ninho é uma estrutura complexa de entrelaçar de ramos e folhas e provavelmente exige tempo para ser construído. Um ninho novo é construído em alguns dias.

O ai-ai é principalmente arbóreo, onde usa suas garras longas para agarrar os ramos e troncos de árvore, mas fará viagens longas pelo solo.Anda sozinho ou em pares. Faz tocas nos arbustos ou em ocos das árvores. Come frutas, mas seu alimento principal são as larvas de insetos que penetram no tronco das árvores.
Encontra as larvas escutando o ruído que fazem. Quando localiza uma larva, rói a casca da árvore, põe o longo dedo médio no túnel escavado pela larva e a retira com a unha.


quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A importância da música em nossa vida.

Presente na vida de todos a música tem vários papéis na vida dos seres humanos. Apesar de ter sido considerada como arte apenas na Idade Média, as primeiras canções surgiram na pré-história e desde lá vem mudando a vida do ser humano de diversas maneiras, freqüentemente para melhor.
Músicas lembram momentos, despertam sentimentos, tem o poder de mudar o nosso humor. A música religiosa nos ajuda a ter fé. A música educativa ajuda os estudantes a decorar fórmulas e aprender as matérias. Cada música tem seu sentido e modo de mexer com as pessoas. A pessoa que no caminho para o trabalho, liga o rádio do carro e ouve uma música que o alegra  ou acalme, transforma completamente o seu dia, pois se estressa bem menos. O rádio ligado na cozinha ajuda a dona de casa a fazer seu serviço com mais alegria e conseqüentemente uma comida mais saborosa. O apaixonado que não consegue se expressar para sua amada escreve uma canção amorosa e canta para o seu amor, como as antigas serenatas que até hoje ainda fazem parte dos sonhos românticos de muitas mulheres. A música desde os primórdios da civilização, é de extrema importância na vida das pessoas. Ela faz parte da cultura dos países, identifica e molda as pessoas e pensamentos, revoluciona, marca fatos históricos, motiva, dá apoio, enfim participa da vida da humanidade.

A beleza das Orquídeas.


Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordemAsparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais.


As orquídeas são largamente cultivadas no Brasil e no mundo e seu comércio movimenta grandes somas de dinheiro todos os anos em um mercado crescente. No Brasil, grandes orquidários no Sudeste já produzem centenas de milhares de plantas por ano, que são exportadas para outros países ou vendidas até em supermercados. A Phalaenopsis principalmente, por ser uma planta conhecida por se adaptar bem em apartamentos.


O primeiro passo para cultivar uma orquídea com sucesso é a identificação correta do gênero ou espécie e o conhecimento de seu habitat de origem, para saber de suas necessidades naturais em seu meio. A partir destas informações, o cultivo de orquídeas ornamentais é, ao contrário do que se pensa, uma tarefa relativamente fácil, se respeitadas as regas semanais, os critérios de exposição de luz na maioria dos casos, luminosidade de 50%, a chamada meia-sombra e nunca sol direto e a adubação periódica com substratos ricos e apropriados a cada fase de desenvolvimento da planta.


Orquídeas podem ser cultivadas em vasos, placas de xaxim ou fibra de côco e ainda em madeira ou mesmo em árvores, terra ou pedra, dependendo da espécie. Podem florir, em sua maioria, uma vez ao ano, quando tratadas de maneira correta.
Mudas podem ser nutridas com uma colher de chá de farinha de osso a cada mês nas beiradas do vaso, acelerando assim seu crescimento. Os híbridos são de maneira geral extremamente resistentes e podem prosperar mesmo em condições adversas de cultivo, crescendo mais rápido que as espécies "naturais". Incontáveis cruzamentos de gêneros ou espécies geraram inúmeros híbridos.


Phalaenopsis
Em sua maioria, orquídeas não toleram água em demasia, mas geralmente gostam da presença de substrato rico e úmido. Por este motivo, os vasos jamais devem ficar sobre pratinhos que retém água, sob pena de encharcar as raízes e matar a planta.


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Que maravilha!! Tomate combate rugas, flacidez e manchas!

O tomate é um alimento que diminuiu as chances de desenvolver catarata, problemas cardíacos e câncer (principalmente o de próstata, mama, pulmão e endométrio). O que poucos sabem é que ainda pode entrar na composição de cosméticos contra manchas, rugas e flacidez. O carotenóide licopeno, que dá sua cor vermelha, é o grande responsável pelos benefícios à beleza. Os produtos podem contar com a polpa do fruto ou com o óleo de sua semente, desde que haja licopeno em concentrações altas. O carotenóide protege a pele contra os efeitos danosos dos radicais livres. Possui estrutura semelhante a da vitamina A e a do betacaroteno, porém sem os efeitos adversos das formas de vitamina A. 
A vitamina A, para ser aplicada na pele, tem de estar na forma de ácido retinóico, que pode provocar irritações, descamação, vermelhidão e fotossensibilidade.
Sempre na forma de creme, pode ser aplicado no corpo, mãos, rosto e pés. Ao penetrar na pele, tem uma capacidade incrível de neutralizar os radicais livres que provocam as manchas, as rugas, a flacidez e o envelhecimento cutâneo no geral. Vamos investir mais no tomate!!!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

O charme das Calopsitas

A calopsita é uma ave dócil que pode ser conservada como animal de estimação. A plumagem pode ser de várias cores: amarelo, branco, cinza, etc. Normalmente a calopsita tem em cada face uma pinta ou laranja que protege os ouvidos da ave, porém as albinas não possuem nenhuma pinta. No macho adulto a face é amarela com a pinta laranja, na fêmea a face é cinzenta com infiltrações de amarelo e a pinta laranja não se destaca tanto. A crista no topo da cabeça também varia de cores. O comprimento médio é de 30 cm. É uma ave muito inquieta, que pode estar horas a emitir gritos, mas podem assobiar e algumas chegam até a falar. Apenas os machos conseguem falar, mas há algumas exceções em que as fêmeas conseguem falar. São aves resistentes e suportam bem o clima em Portugal desde que convenientemente abrigadas contra ventos e frio extremos. Com uma alimentação balanceada e o cuidado adequado, podem viver até 25 anos, a questão da alimentação é uma das mais importantes para o bem estar da ave e deve ser pensada tendo em conta o espaço que a ave tem para fazer exercício mas também em função do clima. Existem frutas e legumes que não são indicados, mas outros como, maçã, banana, milho cozido, verduras verde escuras são indicados. Assim, aves que não tenham possibilidade de fazerem exercícios não devem ter incluídos na dieta alimentos com alto teor em gordura como a semente de girassol. Para este animal poder ingerir semente de girassol ou semente de linhaça que pode se administrada com cautela, por exemplo, precisaria voar muitos quilômetros para gastar a energia contida. São resistentes e suportam bem o clima.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

" A Pipoca", pra começar bem a semana....


A pipoca é um milho mirrado, sub-desenvolvido. Fosse eu agricultor ignorante, e se no meio dos meus milhos graúdos aparecem aquelas espigas nanicas, eu ficaria bravo e trataria de me livrar delas.
 
Pois o fato é que, sob o ponto de vista de tamanho da pipoca não podem competir com milhos normais. Não sei como isso aconteceu, mas o fato é que alguém teve de debulhar as espigas e colocá-las numa panela sobre o fogo, esperando que assim os grãos amolecessem e pudessem ser comidos. Havendo fracassado a experiência com água, tentou a gordura.
 
O que aconteceu, ninguém jamais poderia ter imaginado. Repentinamente os grãos começaram a estourar, saltavam da panela com uma enorme barulheira. Mas o extraordinário era o que acontecia com eles: os grãos duros quebra-dentes se transformavam em flores brancas e macias que até as crianças podiam comer. O estouro das pipocas se transformou, então, de uma simples operação culinária, em uma festa, brincadeira, molecagem para todos, especialmente as crianças. É muito divertido ver o estouro das pipocas!
O milho da pipoca, somos nós: duros, quebra-dentes impróprios para comer, pelo poder do fogo podemos repentinamente, nos transformar em outra coisa: voltar a ser crianças!
 
Mas a transformação só acontece pelo poder do fogo.
 
Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho de pipoca sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e dureza assombrosa. Só que elas não percebem. Acham que seu jeito de ser, é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.
 
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos. Dor.
 
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, ficar doente, perder um emprego, ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão - sofrimentos cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso aos remédios. Apagar o fogo. Sem fogo o sofrimento diminui. E com isso a possibilidade da grande transformação.
 
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro ficando cada vez mais quente, pensa que a sua hora chegou, vai morrer. De dentro de sua casa dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar destino diferente. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada. A pipoca não imagina de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como uma outra coisa, completamente diferente, que ela mesma nunca tinha sonhado.
 
Em Minas, todo mundo sabe o que é piruá. Piruá é o milho de pipoca que se recusa a estourar. Piruás são aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A sua presunção e o seu medo são a dura casca do milho que não estoura. O destino delas é triste. Vão ficar duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca macia. Não vão dar alegria pra ninguém. Terminado o estouro alegre da pipoca, no fundo da panela ficam os piruás que não servem para nada. Seu destino é o lixo.
 
Eu quero ser pipoca!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Vou te mostrar que é de chocolate!!

O chocolate vem sido usado como bebida desde o começo de sua história. A civilização maia cultivava o cacau em seus quintais. Das sementes, fazia-se uma bebida amarga chamada xocoatl, geralmente temperada com baunilha e pimenta. O xocoatl,acreditava-se, combatia o cansaço.
Resíduos de chocolate encontrados numa peça de cerâmica maia de Río Azul, na Guatemala, sugerem que já era utilizado como bebida por volta do ano 400 d.C.
Em novembro de 2007, arqueólogos encontraram vestígios de uma plantação de cacau datada de 1100 a 1400 a.C., em Puerto Escondido, Honduras. Pelo tipo de recipiente encontrado e pela análise de seu conteúdo, concluiu-se que produzia-se uma bebida alcoólica pela fermentação dos açúcares contidos na parte branca que envolve os grãos.
Documentos a respeito dos hieróglifos maias dizem que o chocolate era usado tanto para fins cerimoniais como no cotidiano.
Na América Central pré-colombiana, grãos de cacau eram usados como moeda. Todas as áreas conquistadas pelos astecas eram obrigadas a plantar cacau e pagar um imposto em grãos.
Mas os europeus só foram apresentados a esse grão após a derrota dos astecas por Cortez, no século XVI, quando passou a ser consumido pelas cortes européias na forma de bebida. Para acompanhar a demanda da novidade, o exército espanhol começou a cultivar o cacau em plantações na América, usando o trabalho de escravos nativos. Na Europa, apenas a realeza e os ricos podiam se dar ao luxo de consumir o caro produto importado. Na Inglterra, a primeira chocolataria foi inaugurada em Londres, em 1657. Em 1689, na Jamaica, o famoso médico e colecionador Hans Sloane desenvolveu uma bebida à base de leite com chocolate que foi inicialmente usada por bticários, mas mais tarde vendida para os irmãos Cadbury. A Espanha passou a cultivar o cacau em plantações, com mão-de-obra africana escravizada.
Por centenas de anos, o processo de fabricação do chocolate permaneceu o mesmo. Quando a Revolução Industrial chegou, muitas mudanças ocorreram e trouxeram o alimento para a forma em que o conhecemos hoje. No século XVIII, máquinas de espremer manteiga de cacau foram criadas. Isso ajudava a fazer um chocolate mais consistente e durável. A partir daí, o consumo do chocolate foi popularizado e espalhado pelo mundo todo.
Várias fábricas se instalaram no Brasil. Em Porto Alegre os irmãos alemães Franz e Max Neugebauer, juntamente com o sócio Fritz Gerhardt fundaram a empresa Neugebauer Irmãos & Gerhardt em 1891.
Outras empresas, como Nestlé, Garoto, Cacau Shw e Lacta, além de companhias de menor porte, estão envolvidas na comercialização de chocolate no Brasil.
O tradicional chocolate ao leite brasileiro possui um baixíssimo percentual de cacau. O chocolate comercializado no Brasil é rico em açúcar, aromatizantes artificiais e em gordura hidrogenada. Comparando-se uma barra de chocolate comercializada no Brasil e na Europa, as mesmas empresas oferecem produtos com uma grande diferença de qualidade.
O chocolate é um alimento popular que tem conhecido diversas formas de apresentação.
*O chocolate amargo é feito com os grãos de cacau torrados sem adição de leite, e algumas versões permitem a sua utilização como base para sobremesas, bolos e bolachas. Deve-se usar um mínimo de 35% de cacau, segundo as normas européias.
*O chocolate ao leite ou chocolate de leite leva na sua confecção leite ou leite em pó. As normas européias estabelecem um mínimo de 25% de cacau.
*A couverture é o chocolate rico em manteiga de cacau, utilizados pelos profissionais chocolateiros, como aValrhona, Lindt &Sprungli, Theo Chocolate e outros, com mais de 70% de cacau, e gordura de cerca de 40%.
*O chocolate branco é feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina podendo ser acrescentados aromas como o de baunilha. Inventado na Suíça após a I Guerra Mundial, só foi divulgado nos anos 80 do século XX pela Nestlé.
A Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP desenvolveu um chocolate à base de cupuaçu, que pertence à mesma família do cacau.
Quanto ao formato, o chocolate pode ser comercializado em tabletes, barras, gotas, raspas e em outras versões mais peculiares, como na forma de ovos e línguas de gatos. É uma delícia!!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Um peixe muito curioso...

O cavalo marinho é uma espécie de peixe muito curiosa. Ele faz um grande sucesso, não só pela sua aparência, mas também pela maneira como nada. 

Seu corpo é coberto por placas dérmicas que servem de proteção contra os inimigos. Ele se mantém na posição vertical, utiliza a barbatana dorsal como único meio de propulsão. 


Sua capacidade natatória é bastante limitada por isso vive em águas calmas e abrigadas, como estuários, onde existem algas e plantas marinhas. Neste ambiente, o cavalo marinho pode se enrolar mantendo-se imóvel.


Podem ser colocados em pequenos aquários com corais ou objetos que eles possam se prender. Bons companheiros para o cavalo marinho são peixes pequenos e lentos.

O cavalo marinho se alimenta de pequenos moluscos, vermes, crustáceos e plâncton que são sugados através do seu focinho tubular. No aquário ele se alimenta de artêmia salina e dáfnias. Alimentos que não se movimentam não serão comidos já que ele não tem costume de ir buscar alimento. Ele come o que estiver passando por ele.

Quanto à sua reprodução, há um aspecto interessante: os ovos são depositados numa bolsa ventral do macho. Após uma parada nupcial, a fêmea deposita os ovos nesta bolsa para então serem incubados, nascendo os juvenis completamente formados, já muito semelhantes aos adultos.

Peixes ornamentais, beleza e cuidado.

Quer deixar seu aquário lindo? Então, veja os mais lindos peixes ornamentais para criar em aquários, estes peixes de água doce são adaptados para o clima brasileiro.
Poucas coisas deixam uma casa mais bonita que um aquário de água doce, cheio de peixes ornamentais coloridos e de espécies variadas.
Criar estes peixes exige cuidados com a água e alimentação, tudo para mantê-los saudáveis e bonitos. Algumas espécies requerem mais cuidados que outras, escolher a espécie certa para o clima tropical facilita a criação.
Por sorte, os peixes de clima tropical são os mais bonitos, variados e coloridos, perfeitos para a criação em aquários pequenos.
Para criá-los em aquário com água doce, você só precisa seguir alguns cuidados com os peixes ornamentais:
- Evite a superpopulação – Os peixes precisam de espaço, evite colocar uma quantidade acima da capacidade do aquário, esta dica vale principalmente para peixes de água doce.
- Alimente-os corretamente – Isso significa alimentá-los com ração apropriada e na quantia certa. Nunca coloque alimentos em excesso no aquário (erro comum praticado por iniciantes na criação de peixes).
- Mantenha a temperatura do aquário constante – Um bom termostato evita as variações de temperatura no decorrer do dia, onde faz calor durante o dia e frio à noite. Dependendo da região que você mora (Sul, por exemplo), os peixes não suportarão o frio.
- Mantenha pH adequado – Mesmo sendo todos os peixes de água doce, o pH necessário pode ser diferente para cada espécie. Evite colocar peixes com diferentes necessidades de pH no mesmo aquário. Cuide para que o pH mantenha-se constante, pois o ciclo do nitrogênio tende a tornar a água acída, fazendo com que os peixes adoeçam ou até mesmo morram.
- Use filtros de boa qualidade – Mantenha os filtros sempre limpos, o acúmulo de sujeira pode diminuir sua capacidade de filtragem da água.
- Nunca use água diretamente da torneira – Embora a água da torneira seja doce, ela precisa ser tratada antes de ser colocada no aquário. O tratamento é feito com produtos que removem o cloro (que pode matar os peixes) e outras substâncias prejudiciais.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Louvadeus


O Louvadeus é um inseto que se alimenta de outros insetos. Ele tem olhos muito desenvolvidos e por isso enxerga muito bem, o que ajuda quando precisa caçar para se alimentar. Suas patas dianteiras são usadas para caçar. O louvadeus fica parado nas plantas esperando. Quando um outro inseto chega perto, ele rapidamente o captura.


O Louvadeus tem este nome justamente porque enquanto espera outro inseto fica com as patas paradas como se estivesse 'rezando'.
O louvadeus tem patas traseiras muito fortes que são usadas para andar, pular e ajudar quando vão voar. Eles vivem em matas e áreas de muita vegetação, sendo que conseguem se confundir com as plantas por causa de sua cor e por ficarem imóveis por longos 
períodos. Isso é importante para que não sejam comidos por outros animais, como pássaros e morcegos.

Apesar de serem muito diferentes, os louvadeus são parentes das baratas e dos grilos. Mas o louvadeus é benvindo, principalmente nas plantações porque ajuda a combater os insetos que destroem as plantas.
Existem mais de 2000 espécies de louvadeus em todo o mundo, mas quase todos vivem em locais de temperaturas quentes (regiões tropicais e sub-tropicais).

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Mulheres que gastam mais tempo com lazer tem menos problemas com álcool!

Mulheres que se sentem satisfeitas com a vida que leva e estão envolvidas em atividades de lazer raramente têm problemas com álcool, segundo estudo da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

A terapeuta ocupacional Christina Andersson, autora da pesquisa, estuda desde os anos 80 como a vida cotidiana afeta o consumo de álcool das mulheres de Gotemburgo. Neste período, ela analisou o dia a dia de 851 mulheres, com idades entre 20 e 55 anos, que responderam a questões sobre suas vidas, sobretudo, quanto tempo gastavam com atividades de lazer, com a distribuição das tarefas domésticas, e com atividades de que gostavam.

- A dependência do álcool e o alto consumo da bebida acabaram sendo mais comum entre as mulheres que, apesar de terem mais tempo para si mesmas, estavam menos envolvidas em atividades de lazer.


Os resultados de outro dos estudos complementares mostrou que a dependência do álcool é mais comuns entre as mulheres que bebem para lidar melhor com a vida cotidiana (por exemplo, para conseguir dormir ou sentir-se menos deprimidas), do que entre aquelas que bebem com frequência ou sozinhas.
Os resultados também apontam para a importância de identificar grupos de indivíduos com padrões de consumo diferentes. Chamar a atenção para as necessidades que o consumo de álcool encontra na vida diária das mulheres pode ser mais uma medida preventiva, segundo a pesquisadora.

- Identificar padrões como esse provavelmente pode levar a novas ideias de como criar ações preventivas, para além do que uma análise dos fatores individuais pode constatar.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Diabo da Tasmânia

O Diabo-da-tasmânia, com aparência de ursinho, é o mais feroz e o mais carniceiro de todos os marsupiais. Em sua ação destruidora, ataca todos os animais que não lhe podem opor resistência, além de comer carniça. O Diabo da tasmânia pode abrir a mandíbula em 120 graus! Começam a acasalar aos 2 anos. Acasalam em março ou abril e o filhote nasce em maio ou junho. A gestação dura 21 dias. Machos e fêmeas vivem separados. A fêmea dá a luz 3 a 4 filhotes que medem 12 mm de comprimento. Ao contrário da maioria das fêmeas desta família, a bolsa marsupial fica completamente fechada durante todo o tempo em que os filhotes aí vivem. Animais mortos (carne putrefata) e quando isto não está disponível o Diabo tasmaniano comerá  insetos, ovos de pássaro. O Diabo tasmaniano é um animal muito lento e está então impossibilitado a caça. Suas mandíbulas e dentes são poderosos, o que lhe permite devorar sua presa completamente, até os ossos, pele e pêlos. O diabo possui hábitos noturnos, durante o dia esconde-se normalmente em uma guarida, ou arbusto denso. Anda distâncias consideráveis de até 16 k ao longo de rastros bem definidos à procura de comida. Anda lentamente mas pode correr. Diabos jovens são mais ágeis e podem escalar árvores.  Os Diabos já viveram em todo continente Australiano, onde já foram encontrados fósseis em diversos locais. Hoje, ele só é encontrado na região da Tasmânia. É raramente agressivo, mas em cativeiro mostra-se dócil, mesmo se perturbado à hora das refeições.  O famoso bocejo do diabo que olha e ameaça abrindo sua boca, pode estar enganando. Esta exibição é executada mais por medo e incerteza que de agressão. Diabos produzem um odor forte quando estão com medo, mas se estão calmos e relaxados não são fedorentos.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Cuidados com o cabelo loiro

Os cuidados com cabelos loiros no dia-a-dia incluem o uso de xampus e condicionadores de qualidade, diversas marcas dispõem de linhas especiais de produtos para cabelos loiros. Uma dica é usar xampus que não contenham sal. Hidratações constantes são indicadas para qualquer tipo de cabelo, mas principalmente nos fios loiros devem ser feitas semanalmente. Produtos com queratina devolvem o brilho, maciez e a força dos fios e os com silicone ajudam a evitar as terríveis pontas duplas. 


Uma dica para cabelos loiros muito útil principalmente no verão: quando em contato com o cloro, os fios claros sofrem uma reação que pode fazer com que apresentem uma tonalidade esverdeada. Por isso, depois de frequentar a piscina, as loiras devem usar um xampu de limpeza profunda para evitar que isso aconteça.

Raiz aparecendo, não dá. Para quem tem cabelos naturalmente escuros, a manutenção da raiz deve ser feita assim que a cor natural começar a ficar muito em evidência e em contraste com o resto dos cabelos, geralmente cada 20, 30 dias.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O poder das Cores em nossa vida: Cromoterapia.


Cromoterapia é a prática da utilização das cores na cura de doenças. Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações — como Egito antigo, Índia,Grécia e China — com o objetivo de harmonizar o corpo, atuando do nível físico aos mais sutis. Para Hipócrates, Saúde e doença dependem da harmonia entre meio ambiente, corpo e mente.
Os adeptos da cromoterapia entendem que cada cor possui uma vibração específica e uma capacidade terapêutica. Isaac Newton no século XVII conseguiu descobrir as cores do arco-íris friccionando um prisma. O cientista alemão Johann Wolfgang von Goethe, no século XVIII, pesquisou durante cerca de 40 anos as cores. 
A Cromoterapia utiliza as sete cores do Arco – Íris: Verde, Azul, Amarelo, Vermelho, Laranja, Anil e Violeta.
Verde: É a cor da natureza, é a energia do equilíbrio entre o aspecto material e espiritual. O verde equilibra nosso sistema nervoso. É a cor que alivia e acalma tanto o físico quanto o mental.
Azul: É a cor do céu, da sabedoria e da reflexão. Ajuda combater dores nas articulações, reumatismo agudo, e das juntas. Bom para relaxamento.
Amarelo: É a cor da razão, é mental, irradia alegria e contentamento. Fortificante para o corpo, ela consegue melhorar a auto-estima, desperta a criatividade e esperança escondido nas pessoas. Ela coloca pra fora tudo de bom que estava oculto na pessoa. Bom também para fígado, rins, intestinos, espinhas.
Vermelho: É uma cor positiva, ela transmite energia, saúde, vitalidade, reativação mental e física.  E serve como ativador da circulação e sistema nervoso.
Laranja: Chamado de raio da sabedoria serve como eliminador de gorduras em áreas localizadas e energizador. Como também para asma, bronquite e pulmões
Anil: É uma cor que liberta e purifica a mente. Serve como sedativo, analgésico, inflamação de garganta e prisão de ventre.
Violeta: É a cor da transformação interior. Sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauterizador das infecções e inflamações.